quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Chapter Two - Provocações..


(...)


Joseph: ei ei, respira!  Muito nervosinha não acha Demi? - riu mais e ela se virou pra sair, mais ele segurou seu braço fazendo-a voltar no mesmo instante - Demi.. espera !

Demetria: o que foi dessa vez heim Joseph ? - sussurrou ela, obedecendo seu corpo voltando para traz. Tudo o que ela menos queria era estar ali ainda mais junto de Joseph, ela se perguntava no que ele via nela, o que ela fizera para ele simplesmente adorar incomoda-la seja a hora e ocasião que for . - Enlouqueceu é?  Me solte seu bruto - Demi ordenou tentando se soltar, impossibilitada pelos braços de Joseph que giraram sua cintura a agarrando com toda força. Uma tentação para Demetria.

  Acontece que, talvez Demi possa gostar de Joseph.. até mais do que deveria. Mais talvez seu 'medo' não permite que ela se entregue a ele e se deixe levar por seu amor.. seria isso um exagero da parte dela ? Não, ela tem medo de se apegar demais. O falecimento de seus pais ensinara isso claramente a ela, tanto, que até hoje ela sofre por saudades sofre tanto que ela não se permite se apegar demais as pessoas.. o que é um erro já que isso é uma tarefa de seu coração se apegar ou não, se apaixonar ou não. Inevitável..

Joseph: não sem antes.. receber meu beijo de boa noite - ele fez um fofo biquinho, Demi rosnou de raiva.

Demetria: espere ai, será que eu entendi bem.. você quer um - ela esgasgou, rindo - um.. beijo meu ? - ela riu mais - nunca !

Joseph: será mesmo.. não tem nem vontade de me beijar Demi? - sussurrou rouco, ao pé de seu ouvido ela se arrepiou pedindo para que seu corpo não desfalecesse nos braços dele.

Demetria: Joseph, solte-me agora! - ordenou, com uma voz fraca - eu te odeio!

Joseph: eu sei que não.. você não me odeia Demi - disse ele, puxando-a pra si. Na verdade ele a encostou na parede, ela estava.. fora de si - então Demi, o que tem a me dizer ? - murmurou novamente em seu ouvindo.. ela estava quase cedendo, quase. Ele já aproximava seu rosto do dela, que mantinha seus olhos fechados não tinham mais nenhum espaço entre seus corpos um beijo iria começar se Demi no mesmo momento não saisse de seu 'transe' e tivera a rápida reação de empurra-lo antes que algo acontecesse.

Demetria: suponho que se quizer ter filhos futuramente, solte-me agora mesmo - ameaçou balançando-se e com facilidade foi solta pelos braços bronseados de Joseph.

Joseph: tudo bem Demi, sei que deseja isso tanto quando eu - respondeu a Demi calmamente, deixando-a sair ainda sim em sua frente.

Demetria: sabe Joseph? Sabe mesmo? - irônizou enquanto ria fraco - você me faz rir..

Joseph: está perdendo tempo Demi, um dia vou desistir de você - Joe disse.

 Suspirando fundo e sem responder, ela empurrou Joseph de sua frente, saindo dali e entrando em seu apartamento, com seus pensamentos estavam lá junto dele e no que QUASE fez.. 

(...)

   Sem que nenhum dos dois pudessem ver a hora, já eram 6 da manhã. Tanto Demetria quanto Joseph teriam de trabalhar, para quem não gostava de ser expulso da cama bem cedo uma pena ainda eram terça-feira. Demi se sentia cansada e com um sono incomum, culpa de Joseph ela estar assim. Mais já que teria de levantar, ela foi direto ao banheiro e como todas as manhãs, Demi, preparou seu café antes de tomar banho.    Se apressou mais após o banho, colocando sua roupa que mais a encantara para usar hoje. Era um clássico vestido azul-marinho que não era nem tão longo nem muito curto, acompanhado em seu pescoço um lindo colar com pequenas perolás brancas. Ela já tinha em seus pés o típico salto preto uma bolsa de mesma cor em um de seus braços.

  Ele como se já pudesse prever que ela saia, a encontrou no corredor. Ela vez uma cara divertida ao vê-lo e ele sorriu torto, Demetria podia jurar que sentiu um forte arrepio lhe percorer a espinha. Os olhos Joseph estavam vidrados em Demetria especialmente em suas pernas a mostra pelo vestido em que usava..

Demetria: quanto mais eu rezo, mais assombração me aparece ! - ela murmurou quando viu o olhar dele pousado nela, completamente inconveniênte.

Joseph: bom dia pra você também, meu amor - disse em resposta a Demetria, curvando-se para lhe dar um beijo deviado pela mesma ainda de costas.

Demetria: não encoste em mim - adivertiu ela, já dentro do elevador. Ela deu uma breve olhada em sua bolsa tomando as chaves do carro em mãos, logo em seguida tomando também seu celular.

Joseph: eu preferia você com aquele pijama, ficava muito mais..  - ela o interrompeu, batendo com a bolsa em seu peito fortemente, ele de imediato colocou a mão onde levou o golpe dado por Demetria logo em seguida fazendo uma carinha triste.

Demetria: ouse terminar essa frase.. - disse pausada, ameaçando-o enquanto o fuzilava com os olhos. -

Joseph: o que irá fazer? -disse, provocando-a.

Demetria: tá brincando com a sorte garoto.. - avisou balançando a cabeça negativamente.

 E antes que Joseph pudesse se manifestar, as portas do elevador se abriram. Demi suspirou fundo e saiu correndo o mais rapido que pode, não suportava ficar muito tempo no mesmo lugar que Joseph, como ela semore diz, é um sacrificio..

 (...)

Selena: Bom dia, Demi - disse vêndo-a entrar pela porta principal de sua agência. Selena continha uma voz alegre, para as 7 da manhã isso era uma grande coisa.

Demetria: Bom dia.. - ela disse com uma voz partida como se ao menos quisesse dizer, Selena revirou os olhos já sabia bem o motivo.

Selena: deixe-me adivinhar; encontrou Joseph hoje novamente.. - disse, enquanto ria fraco.

Demetria: porque ELE tinha que morar no mesmo lugar que eu ? Porque ele tinha que adorar me encher a paciência ? - lamentou enquando se sentava em um sofá logo ali na sala de Selena.

Selena: porque não admite logo que gosta dele - aquilo não foi uma pergunta, mais sim uma afirmação. Demi caiu em gargalhadas.

Demetria: sério mesmo Selena? - ela parou de rir, no mesmo e instante fitando-a.

Selena: Demi, amar alguém não é pecado ou castigo. Se gosta de Joseph porque não admite, se ainda é sobre a morte de seus pais você precisa superar.. Isso ficou pra traz e não é justo você ainda se sacrificar por isso. - ela disse, tentando encoraja-la. Demi balançava a cabeça como reprovação.

Demetria: eu não gosto de Joseph.. - ela disse e Selena logo a cortou..

Selena: ahh não! - ela disse divertida

Demetria: e vê se tira isso da sua cabeça - ela sorriu -

Selena: me prove que não Demi.. - ela advertiu, sorrindo ameaçadora Demi ergueu uma de suas sobranselhas para fita-la..

Demetria: é isso mesmo que quer ? - Demi perguntou, sorrindo de canto..

Continua..


     éer.. tá uma droga ><
Só comentem beeijos s2

8 comentários:

  1. Aeeee Vc Postou Ate Q Fim Achei Q Nunca Ia Ler O 2°Cap,Acredite Vc Quase Me Matou D Curiosidade!!!!!
    AAAAAAAAAAAhhh Eu Ainda ñ + To Loka Pra Ler Taah Vou Ler Now Taah Mi Vida + Jaah Volto!!1
    NicKisses
    BeiJooy

    ResponderExcluir
  2. Uhuhl~Dançinha Maluka ~
    1° A Comentar Viu Falei Pra Vc Q Sou Diwa !!1~Joga O Cabelo Pra Trás ~
    BeiJooy

    ResponderExcluir
  3. Ficou otimo!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. VC TAAH LOKA GIRL!!!! Claroq taah ou taah cega pois ñ taah uma droga taah Hiper -Perfect!!!!
    Posta Logo Plix Taah.
    BeiJooy
    Nickisses

    ResponderExcluir
  5. querida posta logooooooooooo
    quero sabeer o que vai aconteceer!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Clair, o que eu posso dizer?
    PERFEITO como sempre né...;)
    Xoxo

    ResponderExcluir